Clique aqui para retornar ao Menu.

Livro de Visitas:
/
Ler


Invasor
 
Venha mulher...
Seja minha razão,
Sinta esta paixão,
Diga o que você quer...

Assuma seus desejos,
Dispa-se da vergonha,
Diga com o que você sonha...
Cubra-se com meus beijos.


Sem medo e sem pudor,
Eu a quero assim...
Toda nua em mim,
Percebendo o meu amor.

Sentindo o meu calor,
Em seu corpo fogoso,
Vibrante e libidinoso,
Receba seu invasor.

Autor: Jorge Eduardo M. Bastos
30/04/2001

Invasor
 
Venha mulher...
Seja minha razão,
Sinta esta paixão,
Diga o que você quer...

Assuma seus desejos,
Dispa-se da vergonha,
Diga com o que você sonha...
Cubra-se com meus beijos.


Sem medo e sem pudor,
Eu a quero assim...
Toda nua em mim,
Percebendo o meu amor.

Sentindo o meu calor,
Em seu corpo fogoso,
Vibrante e libidinoso,
Receba seu invasor.

Autor: Jorge Eduardo M. Bastos
30/04/2000